Como reeducar a alimentação do seu filho (a) pequeno (a)

Alimentação saudável precisa vir de berço, afinal, ela influenciará todo desenvolvimento do seu ser humano. É comum mimarmos os pequenos com guloseimas e produtos industrializados, o que torna ainda mais difícil a alimentação regrada. Mas fique tranquilo, nem tudo está perdido, vamos te ajudar nessa missão que só trará bons resultados no desenvolvimento físico e psicológico do seu baby. 😉

educação alimentar 01

Sabemos que naturalmente as crianças torcem o nariz para as verduras nas refeições. Se seu filho também faz cara feia, é preciso usar a criatividade e ter paciência para reverter a situação.

A resistência em comer alimentos novos e especificamente os naturais e mais saudáveis, é comum entre os pequenos, pois bem, é hora de você mudar a cabecinha de seus filhos e proporcionar a eles um crescimento saudável e com todas as necessidades diárias supridas com sucesso!

A ideia é fazer com que todos os alimentos com nutrientes e vitaminas necessárias para as crianças, se tornem familiares. Para a criança se acostumar com determinadas comidas, todos ao seu redor precisam ajuda-lo. Por exemplo: Se você pai ou mãe, experimentar um alimento perto do seu filho, a tendência é que ele se interesse e queira experimentar também.

 Se a criança já comeu e não gostou, não force. Forçar as crianças a comer, fará com que ela crie receio de experimentar novos alimentos.

educação alimentar 02

Cozinhando em Família

Muitas vezes, as crianças só vão à cozinha quando a refeição já está na mesa, isso pode começar a mudar e ajudar muito em todo processo. Trazer os pequenos para cozinha pode auxiliar MUITO no caminho de familiarização dos pequenos. Deixe com que eles deem opinião e os explique sobre determinadas alimentos e seus benefícios, assim eles se familiarizarão com saladas, temperos, frutas e verduras.

Muita gente tenta por alguns alimentos entre a comida que a criança gosta, isso não é legal, caso a criança sinta o gosto diferente em seu prato, perderá a confiança em você e o número de alimentos rejeitados, aumentará.

Outra forma que muita gente usa é dar recompensas, caso a garotada coma tudo. Essa tática não é legal. Mantenha-se atento sobre essa possibilidade. A criança poderá crescer com esse intuito de só fará algo se ganhar algo em troca.

Dicas

  • Use a criatividade

Monte pratos coloridos ou com desenhos para as crianças. Incentive a descoberta de novos sabores.

  • Evite líquidos nas refeições

Refrigerante são uma droga para os adultos, imaginem para organismos em desenvolvimento como os das crianças. Sucos são gostosinho, mas o excesso faz mal e junta-los as refeições também não é saudável.

  • Frutas

Ao invés de oferecer um doce depois da refeição, incentive ela a comer uma fruta depois do almoço e jantar.

  • Horários

Estabeleça horário para cada refeição, assim a criança terá uma rotina alimentar. Programe-se para não quebra-la, dessa forma a criança estará ciente que se não comer naquele horário, terá certo período até a próxima refeição. Em um dia o relógio mental da criança já começara a entrar nos eixos.

  • Leve seu filho ao mercado

Levar as crianças no supermercado é uma forma de ensina-lo sobre alimentos saudáveis. Deixar eles escolherem a fruta que gostam de comer, é uma boa saída. (mas mantenha-os longe do setor de doces e industrializados) 😉

  • Faça apresentação diferente dos alimentos;

Monte bichinhos usando pedaços de frutas ou vegetais.

  • Evite oferecer porções grandes, esse tipo de atitude pode gerar desânimo em saber que precisa comer “tudo isso”.

Gostou? Agora é só por em pratica nossas dicas e ver os resultados. Conta pra gente a experiência de mudar os hábitos dos seu pequenos.  😉